quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

ANUNCIADO SEMIN�RIO DO FESTLATINO NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO - PORTUGAL

O PROFESSOR CARLOS MORAIS, DO DEPARTAMENTO DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO - PORTUGAL, ANUNCIOU A REALIZA��O DE UM SEMIN�RIO DO FESTLATINO DIA 21 DE MAR�O DE 2011, DIA MUNDIAL DA POESIA, NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO.

A MAIS RECENTE SESSÃO DO FESTLATINO EM MACAU 28 DE NOVEMBRO 2012

>

OCORREU NA ESCOLA PORTUGUESA DE MACAU E NO ISNTITUO POLITÉCNICO DE MACAU, CONCORRIDAS SESSÕES DO MOVIMENTO FESTLATINO, ORGANIZADA SPELO PRSIDENTE DO INSTITUTO INTERNACIONAL DE MACAU - DR. JORGE RANGEL.

ANUNCIADO SEMINÁRIO DO FESTLATINO NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO - PORTUGAL

O PROFESSOR CARLOS MORAIS, DO DEPARTAMENTO DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO - PORTUGAL, COMUNICOU A REALIZAÇÃO DE UM SEMINÁRIO DO FESTLATINO - NO DIA MUNDIAL DA POESIA - 21 DE MARÇO DE 2012.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Prof. Francisco Mesquita, da FUNESO,  palestra no v congresso do Festlatino - auditório da FAFIRE  25 novembro 2011

AUDITORIO DA FAFIRE - V CONGRESSO DO FESTLATINO - NOV. 2011

SESSÃO DO FESTLATINO - AUDITÓRIO DA FAFIRE - 25 NOV. 2011

TELEVISÃO PORTUGUESA EXIBE MATÉRIA SOBRE O V CONGRESSO DO FESTLATINO

video

SESSÕES DO FESTLATINO EM MACAU - CHINA - 29 DE NOVEMBRO DE 2011


BLOG  - PARÁGRAFO - MACAU CHINA

O futuro debatido no presente (NOVA SESSÃO DO FESTLATINO EM MACAU)
Novembro 29, 2011
A Escola Portuguesa recebeu ontem o primeiro dia do seminário “A Língua Portuguesa no contexto do diálogo entre a China e o mundo lusófono”. Miguel Senna Fernandes, Yao Jing Ming e José Rocha Dinis foram os oradores de serviço.
Patuá, literatura lusófona traduzida e jornalismo. Estes foram os três ingredientes base do primeiro dia de seminário “A Língua Portuguesa no contexto do diálogo entre a China e o mundo lusófono”.
A sessão, promovida pelo Instituto Internacional de Macau em parceria com o Movimento Internacional de Culturas, Línguas e Literaturas Neolatinas – Festlatino e o Observatório da Língua Portuguesa, desafiou a jovem plateia a reflectir e descobrir alguns dos diferentes legados que os portugueses deixaram pelo mundo.
Podia ter sido uma seca? Podia. Mas, desde logo, Miguel Senna Fernandes tentou contrariar isso e nem foi preciso muito esforço. É que o patuá que faz questão de promover é razão suficiente para não deixar adormecer nem o adolescente mais desinteressado.
“Esta língua diz-vos alguma coisa?”, atirou o presidente da Associação dos Macaenses, depois de mostrar um vídeo de uma peça de teatro falada em patuá. E explicou: “É uma variante daquilo que os nossos antepassados falavam”.
Por esta altura, os mais curiosos já tinham em mente uma questão: quantos são os falantes? “A resposta a esta pergunta é embaraçosa. Não são muitos. O patuá deixou de ser útil, não o utilizamos para fazer compras ou usar a Internet”, disse Senna Fernandes, acrescentado ainda que “a literatura é parca”.
Mesmo assim, o advogado – que se considera um “estudioso do crioulo” – acredita que é através dos resquícios de patuá que os macaenses podem encontrar as suas raízes. Ou seja, mais do que um objecto linguístico, estamos na presença de um documento histórico vivo.
“Nós temos todo o interesse em aprofundar o estudo desta língua porque conta a história dos portugueses e a forma como a cultura se manifestou e adaptou, aqui em Macau.” No entanto, engana-se quem pensa que o patuá nasceu disso mesmo, pois não se trata de uma mistura de português e chinês. Decorre, sim, dos crioulos de base portuguesa, mas com “contornos muito próprios que o afasta dos seus primos de Malaca e Damão”.
Porque a “língua” pressupõe sempre evolução, com o tempo, foram sendo importados alguns elementos regionais. Explica Miguel Senna Fernandes que, “desde o século XX, introduziu-se o cantonês no dialecto, tornando-o mais actual.” Facto que torna o patuá num excelente objecto de estudo, mesmo na ausência de uma gramática editada.
Sem esquecer o escritor Adé – nascido José dos Santos Ferreira –, o advogado macaense ainda teve tempo de brindar o público que encheu o auditório da Escola Portuguesa com o vídeo da música “Macau Sâm Assi”, interpretada pelo grupo Dóci Papiaçam di Macau. Uma boa forma de piscar o olho aos mais novos que se mostraram entusiasmados com um legado histórico-linguístico que, de acordo com o presidente da Associação dos Macaenses, podia merecer mais atenção da “Grande China”.
“Faltam tradutores de qualidade”
Tradutor, poeta e professor, Yao Jing Ming apresentou neste seminário “Um breve esboço sobre a tradução de escritores de Língua Portuguesa para Chinês”. Conclusão: durante muito tempo, a literatura lusófona não foi objecto de interesse para quem habitava as terras do Oriente.
No entanto, esta realidade foi mudando ao longo dos tempos e, hoje, nomes como Fernando Pessoa, Jorge Amado, José Saramago ou Paulo Coelho fazem parte das estantes das livrarias chinesas. No caso do Nobel português, Yao Jing Ming disse mesmo que “é muito apreciado na China devido à sua reflexão sobre a condição humana”, sendo por isso, ao lado de Pessoa, “o mais conhecido”.
Outro dos escritores que tem captado a atenção do público da China é Eugénio de Andrade. “Conseguiu criar um universo próprio e impressionou muito os poetas chineses”, disse o tradutor.
Questionado sobre a possível perda de sentido que a poesia pode sofrer no processo de tradução, Yao afirma que “se conseguimos compreender as diferenças da língua, também é possível compreender a poesia”. “O sentimento é humano e o português ama da mesma forma que o chinês. Perde-se alguma coisa, mas o tradutor tenta compensar e encontrar outros termos. Portanto, a tradução é um processo de perder e ganhar”, justificou.
Considerando que o conhecimento da literatura portuguesa foi beneficiado com a criação do Instituto Internacional de Macau, o escritor nascido em Pequim, que já recebeu do Presidente da República Portuguesa a Ordem de Sant’Iago da Espada (concedida por mérito literário, científico e artístico), confessou que, apesar de tudo, “faltam tradutores de qualidade”, sendo esta realidade “um obstáculo à divulgação de obras na língua de Camões, na China”. P.G.
O futuro dos media
A encerrar o seminário, coube ao director do Jornal Tribuna de Macau (JTM) traçar o futuro dos media no território. Futuro esse que, na opinião de José Rocha Dinis, é indissociável da revisão da Lei de Imprensa.
“A actual lei não foi regulamentada em dois pontos fundamentais: o Conselho de Imprensa e o Estatuto de Jornalista”, afirmou, acrescentando ainda que “a auto-regulação poderia ser a solução para resolver estes problemas”.
“Os profissionais ainda vão a tempo de se reunirem em torno do projecto de auto-regulação que garanta o Estatuto de Jornalista com um quadro ético e deontológico, e um Conselho de Imprensa que envolva um conjunto de profissionais do sector, mas onde estejam representados os cidadãos que são os clientes dos media.”
O director do JTM disse, ainda, que só assim será possível “assegurar um ambiente democrático”. E acrescentou: “Digo isto porque se os profissionais não o fizerem alguém o fará por eles.”
Crítico em relação aos “milhares gastos num estudo da Universidade de Ciência e Tecnologia e aos milhões dispensados na sondagem deliberativa que se vai realizar a 4 de Dezembro”, Rocha Dinis sintetizou a sua visão numa frase: “Fui, sou e serei contra a revisão da lei”.
Sobre o universo jornalístico de Macau, lembrou que no território existe “o maior número de jornalistas portugueses por metro quadrado”, facto que contribuiu para a “divulgação da língua portuguesa e para a abertura da RAEM ao mundo”.
Sobre a subsidiação dos meios pelo Governo da RAEM, que se aplica a todos por igual, o jornalista realçou que não existe “qualquer contrapartida em termos de linha editorial”. Além disso, esta aposta do Executivo “faz parte de uma estratégia política global da China com interesses económicos de penetração no Brasil e na Europa, através de Portugal, e nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa”. P.G.
Sessão de encerramento
. “Desenvolver as vantagens culturais e linguísticas para converter a RAEM num centro de ensino e investigação da língua portuguesa na China” (Prof. Dr. Choi Wai Hao)
. “Acordamos ou não, Macau” (Prof. Antónia Espadinha)
Auditório do Instituto Internacional de Macau, hoje, às 18h

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

INAUGURAÇÃO V CONGRESSO FESTLATINO

HOJE, 21 DE NOVEMBRO DE 201, ÀS 19H NO GABINETE PORTUGUÊS DE LEITURA
RUA IMPERADOR PEDRO II, 290
SERÁ ABERTO O V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO
INFORMAÇÕES   96721003

sábado, 19 de novembro de 2011

MEDALHA HORACIO CASTILLO, POETA DA NEOLATINIDADE

                                        MEDALHA
   HORÁCIO CASTILLO, POETA DA NEOLATINIDADE

O Conselho Consultivo do Movimento Festlatino institui, nesta data, a “Medalha Horácio Castillo, poeta da Neolatinidade” para rememorar o poeta argentino e a sua obra humanística e poética.
Anualmente, será agraciado com a distinção,  um notável poeta de língua neolatina

Recife, 21 de novembro de 2011

Humberto frança
Coordenador-geral do movimento festlatino

CHEGAM CONVIDADOS DO V CONGRESSO DO FESTLATINO

OS EMBAIXADORES DO SENEGAL, ROMÊNIA E CABO VERDE, RESPECTIVAMENTE,
EL HAIJD AZIZ, MIHAI ZAMFIR E DANIEL ANTÔNIO PEREIRA DESEMBARCAM NO RECIFE
PARA O V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO

V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO

SEGUNDA FEIRA, 21 DE NOVEMBRO 2011, TEM INÍCIO O
V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO
CINCO EMBAIXADORES, DOZE CÔNSULES, FILÓLOGOS, PROFESSORES, ESCRITORES, ESTUDANTES, ARTISTAS DE DOZE PAÍSES PARTICIPARÃO DO EVENTO
DE 22 A 25 DE NOVEMBRO DE 2011
FACULDADE FAFIRE DO RECIFE
AVENIDA CONDE DE BOA VISTA, 926 CENTRO
AUDITÓRIO DO 5º ANDAR DAS 14 ÀS 19H

domingo, 13 de novembro de 2011

CONGRESSO DO FESTLATINO

V CONGRESSO DO FESTLATINO
22 - 25 DE NOVEMBRO - 14 ÀS 19H
FACULDADE FRASSINETTI DO RECIFE
AVENIDA CONDE DE BOA VISTA, 926- CENTRO
ENTRADA FRANCA
INSCRIÇÕES NO LOCAL
OFERECEREMOS   CERTIFICADOS
INFOR. 88651610

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

HUMBERTO FRANÇA - FUNDADOR DO MOVIMENTO FESTLATINO

HUMBERTO FRANÇA DISCURSA NA SESSÃO DE ABERTURA DO SEMINÁRIO DO FESTLATINO EM MACAU - SET. 2011




CONSELHO CONSULTIVO FESTLATINO

CONSELHO CONSULTIVO DO MOVIMENTO FESTLATINO
Ano 2011-
Composição da Direção-Geral
Conselho Consultivo do Movimento Festlatino
*      
*       Fundador e Coordenador – Geral:  Humberto França
*      
*       Secretário Conselho Consultivo: Domício Coutinho, Presidente da Fundação Biblioteca Brasileira de Nova York – EUA
Secretária-Geral: Profª. Drª. Isabel Pires de Lima, Professora Catedrática da Faculdadede Letras da Universidade do Porto – Portugal.
        José LuisDicenta,
        Secretário-geral da União Latina. (Paris – França)

       Francisco Seixas da Costa
       Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República Portuguesa em Paris

       Isnard Penha Brasil Júnior
       Embaixador – Chefe do  Erene Escritório do Ministério das Relações Exteriores
       do Brasil na Região Nordeste. -

Ramon Villares,
Presidente do Conselho da Cultura Galega

Ana Paula Laborinho
Presidente do Instituto Camões
         
      Paulo Bruni, Embaixador Ministério Relações Exteriroes Itália
         Nélida Piñon, Academia Brasileira de Letras


         Luis Felipe Seixas Correa, Cônsul - Embaixador - Geral do Brasil em Nova York, USA

        Lauro Moreira, escritor e diplomata

       Armando Vasconcelos, professor e diretor do Conselho da Aliança Francesa do Recife.


         Jorge Rangel
Presidente do Instituto Internacional de Macau

José Ângelo Lobo do Amaral, vice-presidente do Instituto Internacional de Macau

        Simoneta Luz Afonso
Presidente da Câmara Municipal de Lisboa

Arnaldo Saraiva
Sócio correspondente da Academia Brasileira de Letras.
Professor Catedrático da Universidade do Porto - Portugal

         Amândio Silva,
Presidente da Associação Mares Navegados

MahaiZamfir,  embaixador da República da Romênia no Brasil

Andreu Bosch i Rodoreda, Diretor de Língua e
Universidades do Instituto Ramon LLull, Barcelona

Anxo Angueira, Professor da Faculdade de Filologia da
Universidade de Vigo – Galícia -

José Manuel Esteves – diretor da Cátedra Lindley Cintra do Instituto Camões / Universidade Paris - OuestNanterreLa Défense.

Antonio Carlos Secchin, Acadêmico da Academia Brasileira de Letras

Dolores Alvarez, Diretora de Promoção de Ensino de Línguas da União Latina - Paris

Lourival Holanda, professor do Programa de Pós- graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco

Saulo Neiva, professor d’ UniversitéBlaise-Pascal Clermont-Ferrand - França

Maurice Bandaman, Professor  e escritor,  Costa do Marfim.

José Kameniecki, Editor da Revista Francachela - Argentina

Lourdes Hortas, escritora e poeta

Carlos AránguizZuñiga, Ministro da Corte de Apelações de Rancagua – Chile, escritor, poeta.

Jacques Alberto Ribemboim, Presidente da CIVITATE

       Francisco Piñon, reitor da Universidad Del Congreso – Mendonza - Argentina

       Amândio Silva, presidente da Associação Mares Navegados.

Raul Calane da Silva, Presidente do Centro Brasil – Moçambique – Maputo

Henrique Monteagudo, Diretor do Consello da Cultura Galega.

Maria José Grosso, Professora Catedrática  da Faculdade de Letras  da Universidade de Lisboa.

Camila do Valle, Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Silvana Meireles, Diretora de Cultura da Fundação Joaquim Nabuco – Fundaj
MEC




quinta-feira, 10 de novembro de 2011

PROGRAMAÇÃO V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO

1
V Congresso do Movimento Festlatino
Festival Internacional de Culturas Línguas e Literaturas
Neolatinas
Recife - Pernambuco - Brasil
21 a 25 de Novembro de 2011
Coordenador-geral: Humberto França
“As Línguas e Culturas Neolatinas: eixos fundamentais para o diálogo,
Europa, América Latina e África”
Países e regiões representados:
Argentina, Brasil, Uruguai, Colômbia, Venezuela, Portugal, Espanha
(Galícia), França, Itália, Romênia, Senegal, Cabo Verde, Moçambique,
Local: FAFIRE – Faculdade Frassinetti do Recife Avenida Conde de Boa
Vista, 921- Centro – Recife – PE F. 81-21223500
2
Composição do Conselho Diretor do Movimento Festlatino:
Presidente de Honra:
Dr. Mário Soares, ex-presidente da República Portuguesa,
Coordenador - Geral: Humberto França, fundador.
Secretária-Geral: Isabel Pires de Lima, ex-Ministra de Estado de
Cultura da República Portuguesa, Profª. Catedrática da Universidade do
Porto
Secretário do Conselho Consultivo: Domínio Coutinho, Presidente da
Fundação Biblioteca Brasileira de Nova York Brazilian Endowment for the
Arts.
Apresentação:
O escritor, poeta e historiador Humberto França considerando que o Brasil
é o país que concentra a maior população de neolatinos falantes no
mundo, quase duzentos milhões de habitantes, e ciente de que o país
necessita fortalecer e ampliar os seus laços culturais com países limítrofes
da América do Sul e outros da América Latina e Europa, e se direcionar
para uma maior aproximação com as nações africanas de Língua
Portuguesa e línguas neolatinas, concebeu o Projeto Festlatino.
Nos últimos anos, Movimento Festlatino tem se disseminado por quatro
continentes mediante a realização de seminários preparatórios e dos
congressos que já alcançam a sua quinta edição.
As cidades de Maputo, Lisboa, Porto, Bucareste, Constança e Buenos Aires,
Macau (China) acolheram em 2010 – 2011, eventos de curta duração, os
seminários preparatórios, que assinalaram discussões em torno das línguas
e literaturas e culturas neolatinas, os desafios da intercompreensão e
perspectivas para a construção de um diálogo pluricultural, aproximando
o Brasil dos países e regiões de línguas neolatinas.
Em 2012, o Movimento Festlatino poderá realizar seminários em Paris,
Mendoza, (Argentina), Montevidéu, Nova York, Santiago de Campostela,
Espanha
3
No V Congresso do Festlatino, de 21 a 25 de Novembro de 2011, no Recife,
Brasil, receberá os membros do Conselho Consultivo, presidentes de
instituições culturais, escritores, professores, linguistas, artistas e apoiadores
para um evento que adotará o tema:
“As Línguas e Culturas Neolatinas: eixos fundamentais para o diálogo,
Europa, América Latina e África”.
Discussões e propostas, objetivando ampliar o diálogo pluricultural e
plurilinguístico entre os países e regiões de línguas neolatinas da América
Latina (Mercosul), África latina e Europa latina.
O fomento ao diálogo e à integração cultural entre os países do Mercosul
e a África de Língua Portuguesa.
Proposta para empreender uma maior divulgação, ensino e discussão a
respeito das línguas neolatinas no âmbito internacional.
Promover análises e discussões a respeito do desafio de ampliar a
intercompreensão das Línguas Portuguesa e Espanhola na área do
Mercosul, mediante a utilização de novos métodos de ensino e das
ferramentas da Internet.
A expansão das línguas e as experiências do ensino das línguas neolatinas
na África latina e o diálogo com as línguas locais.
As perspectivas da expansão do ensino e a promoção da Língua
Portuguesa/ Países da CPLP - em Macau (China), Goa (Índia) e Timor Leste.
COMISSÃO ORGANIZADORA:
Humberto França, coordenador-geral
Cássio Cavalcante - UBE
Dorilma Neves - UFRPE
Vera Sato,UBE
4
PROGRAMAÇÃO
Segunda-feira _ 21 de Novembro de 2011
19h Solenidade de Abertura:
19:30 Conferência de Abertura
“A Língua portuguesa: entre mar e amar - um passaporte
Para o futuro'
José Manuel Esteves, professor da Cátedra Lindley
Cintra/Instituto Camões/ Univ. Paris Ouest Nanterre La
Defense - Paris
20h Cerimônia de entregas:
Medalhas de Honra do Movimento Festlatino:
Diplomas Personalidades da Neolatinidade
Instituição da Medalha e Diploma “Horácio Castillo –
Poeta da Neolatinidade”.
Diploma de Conselheiro do Movimento Internacional
de Culturas, Línguas e Literaturas neolatinas Festlatino
21h
Lançamento da obra “ Liou She-Shun – Plenipotenciário do
Império da China – Viagem ao Brasil 1909”. Carlos
Francisco Moura
Instituto Internacional de Macau
Lançamento da obra “Joaquim Nabuco e os desafios do
Brasil”, edição Cepe Companhia Editora de Pernambuco e
Biblioteca Brasileira de Nova York.
5
Apresentação da Exposição: Postais O Oriente de
Influência Cultural Portuguesa (Goa, Macau e Timor)
Instituto Internacional de Macau IIM
Coquetel de recepção.
Local: Salão Nobre do Gabinete Português de Leitura do Recife
Rua do Imperador Nº 290 – Santo Antonio – Recife -PE
Terça- feira – 22 de Novembro de 2011
14h Mesa-Redonda: Língua e Literatura Espanhola
Mediador: Ignácio Ortega, Diretor do Instituto Cervantes do
Recife
"El fuego en las celebraciones: el caso especial de la Noche
de San Juan".
Patrícia Mengual, Professora do Instituto Cervantes do
Recife.
“Os desafios do ensino do espanhol no Brasil”
Dorilma Neves, Prof. Departamento de Letras da UFRPE
“Enseñanza de lengua española y Cultura.”
Juan Pablo Martin, Prof. Departamento Letras da UFPE
15:30 - Conferência: Língua e Literatura Galega
"A Galícia: uma Cultura ponte entre a Europa e a América".
Ramon Villares, Presidente do Conselho da Cultura Galega
16h - Conferências:
Identidad, cultura y ciudadania, em um cambio de época”
Francisco Piñon, reitor da Universidad de Congreso,
Mendoza, Argentina
“Das Relações Históricas Cabo Verde/Brasil”
6
Daniel António Pereira, embaixador da República do Cabo
Verde no Brasil
“As perspectivas das Relações Brasil – Portugal e a Língua
Portuguesa na contemporaneidade”
Carlos Fino, jornalista, Conselheiro de Imprensa
Embaixada de Portugal em Brasília
Quarta- feira 23 de Novembro de 2011
14h - Mesa-Redonda: A Língua Francesa e os países francófonos.
Presidente: Patrice Bonnal, cônsul da França no Recife
“Senegal, história e cultura para o século XXI”
El Hadji Abdoul Aziz Ndiay, embaixador do Senegal em
Brasília.
Comentador
Kleber Farias, Pinto, Cônsul Honorário da República do
Senegal em Goiânia, GO.
“Contemporaneidade: encruzilhadas culturais”
Lourival Holanda, Professor do Programa Pós-
Graduação em Letras da Universidade Federal de
Pernambuco
Uma janela para a arte: um olhar de Marcel Proust sobre
a obra de Gustave Moreau”.
Patrícia Tenório, escritora
7
15h Mesa Redonda: Romênia: Cultura, Língua e Literatura
Conferência
“As dimensões de romanidade na cultura romena”
Mihai Zamfir, Embaixador da Romênia no Brasil
“As relações Brasil – Romênia na contemporaneidade”
Arionaldo de Sá, Cônsul Honorário da Romênia no
Recife
16h Mesa-redonda: Países do Mercosul: Línguas e Literaturas
Presidente:
Coromoto Godoy, cônsul-geral da República
Bolivariana da Venezuela no Recife.
Argentina: “Horacio Castillo, poeta símbolo de la neolatinidad”
José Kameniecki, escritor , editor da Revista Francachela
“A ultramodernidade e as artes plásticas na Argentina”
Luísa Osdoba, escritora e artista plástica
Uruguai: “A Literatura Uruguaia no âmbito do Mercosul1”
Rosana Malaneschii – Presidente da /Casa dos Escritores
do Uruguai.
América Latina
"Latitudes Latinas. Um projeto sobre música e cultura
latino-americana".
Natália Rueda, pesquisadora no Núcleo “Latitudes
Latinas”
UFBA
8
17h Mesa Redonda Mídia e Literatura
Cássio Cavalcante
Vanessa Campos
Carolina Leão
Cristiano Ramos ,
Marcelo Sandes,
Fernandino Neto
Quinta-feira: 24 de Novembro de 2011
14h Mesa-redonda: Portugal - Língua e Literatura
Presidente: Adriano Moutinho – vice-cônsul de Portugal no
Recife
“As Línguas e Culturas Neolatinas: a literatura como eixo
Denso para um diálogo cultural”
José Manuel Esteves, professor da Cátedra Lindley
Cintra/Instituto Camões/ Univ. Paris Ouest Nanterre La
Defense - Paris
15h
"Interculturalidades Neolatinas: Unidade e Diversidade",
Coordenador do Curso de Letras, Professor Francisco
Mesquita,
Professoras da Faculdade Funeso Jane Lima e Nelma
Gomes
9
Mesa Redonda: Brasil: Língua e Literatura
Presidente Alexandre Santos, Presidente da UBE PE
16h “A literatura da Amazônia, a criação de uma
disciplina”
Camila do Vale, professora do Programa de Pósgraduação
em Letras da Universidade Federal
Fluminense
16:30 “A Espanha de Murilo Mendes”
Vera Sato, escritora e artista plástica.
17h Mesa-redonda: CPLP- Países Africanos de Língua
Portuguesa:
Moçambique:
“A Literatura Moçambicana no século XXI: tendências,
fraquezas e forças”
Zuleide Duarte, Professora do Departamento de Letras
da Universidade Federal de Campina Grande - PB
10
Sexta – feira 25 de Novembro de 2011
14:30 Mesa Redonda: Língua e Literatura Italiana
Mediador:
“A Literatura italiana e o Momento da Itália no Brasil”
Francesco Picione, Cônsul da Itália no Recife
15h Mesa-redonda: UFRPE – FUNESO - FAFIRE
Faculdade FUNESO
"Letras e Imagens: Línguas e Literaturas em Diálogos".
Professor Francisco Mesquita,
Diretor do Curso de Letras,
FAFIRE Faculdade Frassinetti do Recife
Café Cultural, tema de Línguas e Tradução
Seminário de Pós Graduação: Literatura Africana e Lusobrasileira;
Coordenação: prof. Dr. Alexandre Furtado
11
Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE
“ Linguagens: simbiose entre o português e o espanhol,
Língua(s) e literatura(s).”
Coordenação e mediação
Prof. Dorilma Neves, DLCH - UFRPE
Palestrantes:
Profª. Dra. Renata Pimentel Teixeira: professora de
literatura
brasileira, escritora e bailarina.
Prof. Dr. Fábio Cavalcante de Andrade, DLCH UFRPE
Prof. Mizael Inácio do Nascimento . DLCH URPE
17h Cerimônia de Encerramento.
Humberto França, coordenador-geral do Movimento Festlatino
PROGRAMAÇÃO – FAFIRE NO V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO
FACULDADE FRASSINETTI DO RECIFE – FAFIRE
Av. Conde Boa Vista, 926- Boa Vista - Recife
Humberto Franca
Coordenador-geral do Movimento Festlatino
FONE: 81. 8865-1610.
12

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O CONGRESSO DO FESTLATINO TERÁ INÍCIO 22 DE NOVEMBRO DE 2011

O V CONGRESSO DO FESTALTINO COMEÇARÁ SUAS SESSÕES NA FACULDADE FAFIRE A PARTIR DE 22 DE NOVEMBRO DE 2011.
INSCRIÇÕES NO LOCAL

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

O QUE É O MOVIMENTO FESTLATINO?

V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO



Um movimento cultural, fundado no Recife, por Humberto França, se expande e já alcançou os confins da Ásia. O Festlatino. Não se trata de mais um festival literário um congresso de escritores. É um empreendimento que procura alcançar, escritores, líderes culturais, autoridades, lingüistas, estudantes, jornalistas para promoverem as línguas, as culturas e as literaturas neolatinas. Um dos objetivos é o de Impulsionar o ensino das línguas de raiz românica e promover a intercompreensão. Principalmente, mediante a difusão das línguas neolatinas para facilitar o diálogo ente os países africanos, americanos e europeus de línguas neolatinas.

A divulgação das culturas dos países e regiões de línguas neolatinas, danças, músicas, literatura, cinema, teatro, artes plásticas e suas derivações são objetivos fundamentais do Movimento Festlatino. Igualmente, promover o ensino das línguas neolatinas de regiões como Macau, Goa, Malaca, onde remanesce a língua portuguesa.

O escritor, poeta e historiador Humberto França considerando que o Recife, por sua história substanciada num encontro de povos e culturas e pela localização estratégica diante do Oceano Atlântico, poderia ser tornar num dos pontos axiais para um diálogo cultural neolatino, que compreende quatro continentes, idealizou o Movimento Festlatino. E assim tem sido com a realização de cinco congressos na cidade e uma expansão para a promoção de seminários internacionais do Movimento Festlatino em Buenos Aires, Maputo, Lisboa, Porto, Constança, Bucareste e Macau. E em 2012, são previstos seminários em Paris, Santiago de Campostela,(Espanha) Montevidéu, Rio de janeiro, Brasília, Mendonza, (Argentina) e Nova York.

Igualmente, o fundador do Movimento Festlatino, entendo que o Brasil é o país que concentra a maior população de neolatinos falantes no mundo, quase duzentos milhões de habitantes, e ciente de que o país necessita fortalecer e ampliar os seus laços culturais com países limítrofes da América do Sul e outros da América Latina e Europa, e se direcionar para uma maior aproximação com as nações africanas de Língua Portuguesa, empreende, a partir de Pernambuco, um movimento cultural que dissemina a cultura brasileira e a Língua Portuguesa.

Os congressos e seminários do Movimento Festlatino desencadearam discussões em torno da expansão das línguas neolatinas e da divulgação das literaturas e culturas neolatinas, diante dos  desafios da intercompreensão e das perspectivas para a construção de um diálogo pluricultural, aproximando o Brasil dos países e regiões de línguas neolatinas da América latina e África latina, principalmente.


O V Congresso do Festlatino será realizado de 21 a 25 de Novembro de 2011, no Recife, Brasil. A cidade receberá membros do Conselho Consultivo, presidentes de instituições culturais, escritores, professores, linguistas, artistas e apoiadores para um evento que adotará o tema:

 “As Línguas e Culturas Neolatinas: eixos fundamentais para o diálogo, Europa, América Latina e África”.

 Discussões e propostas, objetivando ampliar o diálogo pluricultural e plurilinguístico entre os países e regiões de línguas neolatinas da América Latina (Mercosul), África latina e Europa latina.

O fomento ao diálogo e à integração cultural entre os países do Mercosul e a África de Língua Portuguesa.

Proposta para empreender uma maior divulgação, ensino e discussão a respeito das línguas neolatinas no âmbito internacional.

Promover análises e discussões a respeito do desafio de ampliar a intercompreensão das Línguas Portuguesa e Espanhola na área do Mercosul, mediante a utilização de novos métodos de ensino e das ferramentas da Internet.

A expansão das línguas e as experiências do ensino das línguas neolatinas na África latina e o diálogo com as línguas locais.

As perspectivas da expansão do ensino e a promoção da Língua Portuguesa/ Países da CPLP - em Macau (China), Goa (Índia) e Timor Leste. 

V Congresso do Festlatino: Personalidades convidadas: 

Daniel Piza, Editor do Caderno cultura de O Estado de S. Paulo,Vitor Ortiz, Secretário-geral do Ministério da Cultura do Brasil, Martinho da Vila, Carlos Fino, Jornalista e Conselheiro da Embaixada de Portugal em Brasília, El Hadji Abdoul Aziz Ndiay, embaixador do Senegal em Brasília,Daniel Pereira, Embaixador da República do Cabo Verde em Brasília, Isabel Pires de Lima, Professora Catedrática da Universidade do Porto, Jorge Rangel, presidente do Instituto Internacional de Macau, Francisco Piñon, reitor da Universidad de Congreso, Mendoza, Argentina, entre notáveis líderes culturais.




Informações:


Locais: Cerimônia de Abertura
Gabinete Português de Leitura do Recife
Rua do Imperador, 290 – Sto. Antonio – Recife – PE
Segunda- feira, 21 de Novembro de 2011, ás 19h

Sessões e Palestras:
Faculdade Frassinetti do Recife
FAFIRE
Av. Conde de Boa Vista, 965 –  Boa Vista – Recife
De Terça – feira:  22 a Sexta feira 25 de Novembro de 2011-11-06 Das 14 ás 19h




COMISSÃO ORGANIZADORA:

Humberto França
Vera Sato
Cássio Cavalcante



A TELEVISÃO PORTUGUESA COBRIRÁ O V CONGRESSO DO FESTLATINO

 A EMISSORA DE TELEVISÃO OFICIAL DE PORTUGAL
RÁDIO E TELEVIISÃO PORTUGUESA -  INTERNACIONAL  RTPI
ENVIARÁ EQUIPE PARA COBRIR AS ATIVIDADES DO V CONGRESSO DO
MOVIMENTO FESTLATINO

RECIFE 21 - 25 DE NOVEMBRO DE 2011

sábado, 5 de novembro de 2011

NOVAS SESSÕES DO FESTLATINO EM MACAU

O INSTITUTO INTERNACIONAL DE MACAU REALIZARÁ SESSÕES ESPECIAIS DO FESTLATINO EM 24 E 25 DE NOVEMBRO, EM MACAU CHINA, INSERIDAS NAS  ATIVIDADES DO V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO NO RECIFE

TADEU ALENCAR RECEBE A MEDALHA DA NEOLATINIDADE



Dr. Francisco Tadeu Barbosa de Alencar, Secretário de Estado da Casa Civil do Governo de Pernambuco, será agraciado com a Medalha de Personalidade da Neolatinidade de 2011, na abertura do V Congresso do Movimento Festlatino, 21 de junho de 2011, 19h, no Gabinete Português de Leitura do Recife.

CARMEM CAFFAREL NO RECIFE

CARMEM CAFFAREL, Diretora Inrternacional do I Cervantes, visitará o Instituto Cervantes do Recife, aos 10 de Novembro.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

O EMBAIXADOR DANIEL PEREIRA, DE CABO VERDE, CONVIDADO PARA O V FESTLATINO


O EMBAIXADOR DE CABO VERDE EM BRASÍLIA, DANIEL PEREIRA,  CONVIDADO PARA O V CONGRESSO DO FESTLATINO

TEMA DO V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO



 “As Línguas e Culturas Neolatinas: eixos fundamentais para o diálogo, Europa, América Latina e África”

                       RECIFE, 21 - 25 DE NOVEMBRO DE 2011

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

CARLOS FINO CONVIDADO PARA O V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO

O conselheiro de Imprensa da Embaixada de Portugal em Brasília, o jornalista internacional Carlos Fino, foi convidado para participar do V Congresso do Movimento Festlatino.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

O SEMINÁRIO DO FESTLATINO EM PARIS - MARÇO 2012

 OS PROFESSORES JOSÉ MANUEL ESTEVES,
 SAULO NEIVA
 E ANA PAIXÃO
 ORGANIZAM
 O SEMINÁRIO DO FESTLATINO   
 EM PARIS -
 MARÇO 2012

SILVANA MEIRELES ELEITA PARA O CONSELHO DO MOVIMENTO FESTLATINO

Silvana Meireles, diretora de Cultura da Fundação Joaquim Nabuco, eleita para o Conselho do Movimento Festlatino. Receberá o Diploma na sessão solene do V Congresso do Movimento Festlatino, 21 de Novembro de 2011, Gabinete Português de Leitura do Recife

Arionaldo de Sá, Cônsul Honorário da Romênia no Recife, palestrará no V Festlatino

O Cônsul Honorário da Romênia no Recife, Arionaldo Sá, fará palesrtra sobre a Romênia e sua cultura no V Congresso do Movimento Festaltino - Recife.

HUMBERTO FRANÇA, FESTLATINO DE MACAU 2011

HUMBERTO FRANÇA, fundador do Movimento Festlatino

FESTLATINO PELO MUNDO -

Porto, 2011

Bucareste, 2011

Humberto França, Mário Soares, Amândio Silva, Lisboa, 2011

Maputo, Moçambique, 2010

Macau, 2011

Agualusa, Lisboa, 2010

José Kameniecki, Lourdes Hortas e Norma Perez, Buenos Aires, 2010

Ana Rizza, Maputo, 2011

MIHAI ZAMFIR, EMBAIXADOR DA ROMÊNIA NO BRASIL, RECEBERÁ MEDALHA DE HONRA DO FESTLATINUM 2011

O embaixador Mihai Zamfir cumprimenta o ex-presidente Lula da Silva.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO 21-25 NOVEMBRO 20211

V CONGRESSO DO MOVIMENTO FESTLATINO 21-25 NOVEMBRO 20211

                        V Congresso do Movimento Festlatino 
Festival
 
V Congresso do Movimento Festlatino 
Festival Internacional de Culturas Línguas e Literaturas   
                                 Neolatinas

                        Recife – Pernambuco - Brasil
               
                       21 a 25 de Novembro de 2011

        Local: FAFIRE – Faculdade Frassinetti do Recife

                               
                               Tema Geral:

“As Línguas e Culturas Neolatinas: eixos fundamentais para o diálogo, Europa, América Latina e África”








Coordenador-geral: Humberto França

            

           

             Personalidade da Neolatinidade  2011
Ana de Holanda, Ministra da Cultura do Brasil

                   Escritor Símbolo da Neolatinidade  
                       José Eduardo Agualusa

                      
                         Medalha Horácio Castillo,
                  poeta símbolo da Neolatinidade
                                  (a definir)



Movimento Festlatino:

Presidente de Honra:
Dr. Mário Soares, ex-presidente da República Portuguesa,

Coordenador - Geral: Humberto França, fundador.

Secretário do Conselho Consultivo:
Domínio Coutinho, Presidente da Fundação Biblioteca Brasileira de Nova York - Brazilian Endowment for the Arts.

Secretária-Geral: Isabel Pires de Lima, ex-Ministra de Estado de Cultura da República Portuguesa,







Apresentação:

O escritor, poeta e historiador Humberto França considerando que o Brasil é o país que concentra a maior população de neolatinos falantes no mundo, quase duzentos milhões de habitantes, e ciente de que o país necessita fortalecer e ampliar os seus laços culturais com países limítrofes da América do Sul e outros da América Latina e Europa, e se direcionar para uma maior aproximação com as nações africanas de Língua Portuguesa, concebeu o Projeto Festlatino.

Nos últimos anos, Movimento Festlatino tem se disseminado por quatro continentes mediante a realização de seminários preparatórios e dos congressos que já alcançam a sua quinta edição.

As cidades de Maputo, Lisboa, Porto, Bucareste, Constança e Buenos Aires, Macau (China) acolheram eventos de curta duração, os seminários preparatórios, que assinalaram discussões em torno das línguas e literaturas e culturas neolatinas, os desafios da intercompreensão e perspectivas para a construção de um diálogo pluricultural, aproximando o Brasil dos países e regiões de línguas neolatinas.

Em 2012, o Movimento Festlatino tem confirmados os seminários em Paris, Mendoza, Argentina, Montevidéu, Uruguai, Santiago de Campostela, Espanha

O V Congresso do Festlatino será realizado de 21 a 25 de Novembro de 2011, no Recife, Brasil. A cidade receberá os membros do Conselho Consultivo, presidentes de instituições culturais, escritores, professores, linguistas, artistas e apoiadores para um evento que adotará o tema:

 “As Línguas e Culturas Neolatinas: eixos fundamentais para o diálogo, Europa, América Latina e África”.

 Foram convidados para o V Congresso do Festlatino, José Eduardo Agualusa, Escritor Símbolo da Neolatinidade 2011- Ana de Holanda, Ministra da Cultura do Brasil, Mário Soares, Presidente da Fundação Mário Soares, Armando Artur João, Ministro da Cultura de Moçambique, Maria Lucia Souza, Ministra da Cultura de Cabo Verde Ana Paula Laborinho, Presidente do Instituto Camões, Vitor Ortiz, Secretário-geral do Ministério da Cultura do Brasil,  


Carmen Caffarel, Presidente do Instituto Cervantes, Isabel Pires
de Lima, Professora Catedrática da Universidade do Porto, Helder Vaz, Diretor Executivo Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP -, Jorge Rangel e José Lobo do Amaral, presidente e vice-presidente, respectivamente,  do Instituto Internacional de Macau, Francisco Piñon, reitor da Universidad de Congreso, Mendoza, Argentina, Raul Calane, Presidente do Centro cultural Brasil – Moçambique – entre notáveis líderes culturais.

                           

 Temas gerais:

Discussões e propostas, objetivando ampliar o diálogo pluricultural e plurilinguístico entre os países e regiões de línguas neolatinas da América Latina (Mercosul), África latina e Europa latina.

O fomento ao diálogo e à integração cultural entre os países do Mercosul e a África de Língua Portuguesa.

Proposta para empreender uma maior divulgação, ensino e discussão a respeito das línguas neolatinas no âmbito internacional.

Promover análises e discussões a respeito do desafio de ampliar a intercompreensão das Línguas Portuguesa e Espanhola na área do Mercosul, mediante a utilização de novos métodos de ensino e das ferramentas da Internet.

A expansão das línguas e as experiências do ensino das línguas neolatinas na África latina e o diálogo com as línguas locais.

As perspectivas da expansão do ensino e a promoção da Língua Portuguesa/ Países da CPLP - em Macau (China), Goa (Índia) e Timor Leste. 


COMISSÃO ORGANIZADORA:

 Humberto França, coordenador-geral
                                 Cássio Cavalcante - UBE
                                 Dorilma Neves - UFRPE
                                 Vera Sato,UBE